Desde que larguei a casa dos meus pais, sempre vivi em quartos, e para quem não quer, ou não tem muitas posses monetárias, viver em casas partilhadas pode ser uma boa opção para quem não quer também ter muita responsabilidade a nível financeiro. Por exemplo, eu vivo actualmente num quarto com acesso á casa toda, incluindo casa de banho, sala e cozinha.

A internet, gás, council tax (taxa de imposto sobre a renda) e a renda em si, estão incluídas naquilo que pago por semana, e os valores não sao tao altos como se pensa. Eu nao tenho muita informação de como se aluga uma casa no RU, mas sei que podem estar agências envolvidas e por vezes cobrarem mais do que e esperado, pode tambem acontecer pedirem um determinado valor e a casa nem valer isso, mas tambem pode calhar ocuparmos uma “mansao” a um preço bem baixo por mês.

O melhor site / aplicação para telemóvel para se encontrar quarto numa área especifica é sem duvida o “Spareroom”. Aqui pode-se encontrar agências e particulares que alugam casas, quartos, moradias e, até prédios inteiros, sim, é verdade.

Imagem representativa do site Spareroom

Quem estiver mesmo á rasca, pode também colocar um anuncio solicitando o tipo de alojamento que procura, e depois então, baseado nas directrizes especificadas, alguém ira entrar em contacto. Não esquecer que isto requer que se tenha um numero de telemóvel ou telefone do Reino Unido. Esquece porque para Portugal não ligam, a menos que seja outro tuga a alugar um quarto.

Depois de criar uma conta neste site ou na aplicação móvel, é preciso fazer uma pesquisa sobre aquilo que se está a procura. Geralmente, todos os tipos de alojamento neste site referenciam o facto de ser pedida uma caução (deposit), valores variados, não fumadores, senhorio presente na casa ou não, poderá ser possível pedir alojamento para os fins de semana, dias de semana ou termo completo, etc. Encontra-se sempre qualquer coisa relativo a alojamento neste site dependendo do estejamos buscando.

A imagem abaixo mostra um exemplo de como podemos colocar um anuncio neste site:

Por experiência própria, aconselho a procurarem só por particulares. As agências geralmente pedem sempre muito dinheiro por um simples quarto numa casa partilhada, e podem cobrar por tudo e mais alguma coisa. Já para não mencionar que a causao pode ser maior que o próprio valor da renda a pagar, e isso é absurdamente estúpido. Algumas agências não sao tao confiáveis como supostamente deveriam ser, por isso e preciso ter cuidado.

As imagens que ás vezes colocam no anuncio podem parecem muito chamativas, mas sempre que possível convém marcar um encontro com o senhorio e ver a casa e o quarto. Ao fazer a visita, ter atenção á limpeza, cheiros, ambiente social, pontos de segurança como por exemplo portas de incendio, a zona á volta, etc. Já me aconteceu ir morar para uma casa onde os restantes inquilinos ou colegas de casa eram muito barulhentos, principalmente pela noite, e para quem se levanta cedo para trabalhar isso pode ser um problema.

Também já me aconteceu morar num sitio onde não haviam condições nenhumas de higiene. Haviam ratos, baratas, e o fogão tinha a vontade cerca de 3 cm de gordura agarrada, e casa estava sempre a cheirar a caril e Nan. Cozinhar naquela casa ou guardar comida mesmo no frigorífico era um desafio caóticamente difícil. Limpeza naquela casa: esquece lá isso.

ATENÇÃO!!! Nunca, mas nunca, por situação, ou razao alguma, alugar um quarto numa casa onde só vivam estudantes! NUNCA!!!!

Todos nós já gostámos de fazer as nossas festas ou convidar os amigos a nossa casa quando passamos de ano ou a graduação, ou até mesmo beber e divertir-mo-nos com os nossos colegas quando voltamos para casa depois de um dia de aulas. Só que aqui no RU as coisas sao um bocadinho diferentes e podemos nos sentir um pouco incomodados se o que estamos á procura é o descanso. Mas esquece porque descanso neste tipo de alojamento de estudantes não existe.

Eu infelizmente tive o azar de viver entre dois edifícios que eram específicos para estudantes. Embora eu vivesse no edifício no meio, o cheiro a ganza estava sempre presente (mas isso ainda é naquela), todos os dias a musica estava alta e com malta aos gritos e falar alto. Como as portas de incendio tem a tendência a fazer barulho quando fecham, o abrir e fechar de portas era constante, e para quem esta a tentar adormecer pode acordar em sobressalto e possivelmente nao voltar a conseguir a adormecer. Que era o meu caso. E tudo isto com mais intensidade á noite. Conclusão, nem duas semanas estive naquela casa.

Por isso, sempre que possível, evitar: casas de estudantes, casas sem condições mínimas de higiene, agências, preços onde a causao é maior que a renda, e procurar sempre um senhorio que seja britânico. Não é generalizar ou ser racista, nada disso, mas acho que sao mais de confiar.

Qual o seu grau de satisfação deste artigo?

Average rating 5 / 5. Vote count: 1

No votes so far! Be the first to rate this post.


Blog De Um Tuga

Criador do blogue "blogdeumtuga.com" fala e escreve sobre as suas experiências pessoais e aborda alguns assuntos de interesse dependendo do seu ponto de vista e opinião pessoal. Fotógrafo amador e blogger português. WordPress site designer. Locutor / Broadcaster.

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »