Eu já escrevi aqui no blog vários artigos sobre trabalhos que eu tive, sobre o que me aconteceu no meu ultimo trabalho no hotel, sobre o que eu acho acerca do comportamento que um manager ou supervisor deveria ter com os seus empregados, e hoje vamos voltar a tocar neste assunto porque uma vez mais as coisas não estão muito bem para o meu lado. Eu devo ter alguma coisa que atrai gente idiota, estupida, sem noção e principalmente sem educação.

Eu trabalho num pub no Reino Unido há quase dois anos. Comecei na cozinha, mas como esta secção não é a minha onda, fui transferido para as mesas passados alguns meses e tudo correu sempre bem desde então. Tanto os clientes, como os meus colegas e a maioria dos managers reconhecem que o meu desempenho é bom e dou conta do recado até mesmo em dias de maior movimento ainda que seja só eu nesta secção. Entretanto, tenho vindo a receber treino no bar no caso de ter de fazer bebidas mais elaboradas e também tenho recebido algumas orientações de como manejar a caixa registadora, pois não é só colocar valores, basta só colocar o produto e está feito. É muito simples.

Com o aparecimento do Covid, e fecho e re-abertura do pub, fomos obrigados a restruturar todo os métodos de trabalho que tínhamos, o funcionamento de cada secção teve que ser adaptado aos novos tempos, e levou algum tempo para que tudo começa-se a funcionar o melhor possível.

Como todos sabemos, num local de trabalho existe sempre um supervisor ou manager que é sempre mandão, um FDP, e quando o ego cresce por acreditarem que têm muito poder, as coisas podem não correr como deveriam. É exatamente o que se passa no meu trabalho. Temos um manager que está ali há 4 anos e eu pessoalmente nunca tive problemas ou situações menos boas com esta determinada pessoa ou outro que fosse. Sempre me dei bem, sempre fiz o meu trabalho e o dos outros (não porque devo, mas porque gosto de ter iniciativa e ajudar quando posso para aprender mais e tentar melhorar enquanto pessoa), em quase dois anos que ali estou só cheguei 1x atrasado e nunca faltei um dia ao trabalho. Literalmente nunca me dizem o que devo fazer porque já sei como aquele pub funciona. O que de certa forma é ótimo e os patroes e supervisores gostam disso.

Há coisa de duas ou três semanas para cá, tenho reparado que existe um manager que a meu ver não me parece que tenha comportamentos muito agradáveis comigo. Uma pessoa que até aqui eu sempre me dava bem e adorava trabalhar, começou a ter atitudes como por exemplo gritar aos meus ouvidos (ralhar), fazer-me sentir que o meu desempenho como empregado não é bom, chamar-me ao escritório constantemente para me chamar á atenção para coisas que não fazem sentido, fala como se estivesse a falar com recrutas na tropa (sim, esta pessoa teve treinamento militar e agora trabalha num restaurante), e o mais curioso foi que numa dessas vezes que me chamou ao escritório, mencionou que lá porque o pub-manager não se encontrava no local, eu não podia fazer o que eu quisesse e tinha que fazer as funções para as quais eu estava a ser pago.

Existe uma folha que temos de consultar cada vez que entramos ao serviço onde especifica qual a nossa função para esse dia. Geralmente eu estou a atender ás mesas, mas, se eu tiver tudo orientado e não estiver um dia muito trabalhoso, eu, como não gosto de estar parado, vou percorrer as outras secções e vou ajudar no que for preciso. É assim que eu sou, é assim que eu trabalho e toda a gente gosta. Como eu costumo dizer: eu não gosto de ver os meus colegas na merda. Então vou, e ajudo. Nem pensar em ficar de bracos cruzados á espera que o trabalho caia do céu, esquece.

Uma das frases que este manager teve numa das vezes que me chamou ao escritório, foi “Tu aqui não és ninguém para te sobrepores aos managers”. Como assim sobrepor-me aos managers? Alias, como é que isso se faz? Eu apenas efetuo o meu trabalho e tento procurar soluções junto dos mesmo quando é realmente necessário. Escusado sera dizer que quando esta pessoa fala comigo, não fala exatamente como que se de uma conversa se tratasse, mas fala de um modo arrogante, rude e pode até fazer a pessoa chorar de nervos, e eu acho isso muito injusto para alguém que realmente é bom no que faz. E isto faz-nos sentir mal, uma merda, inúteis, e claro, a nossa forma e qualidade enquanto funcionários e empregados decai e gradualmente começamos a perder a motivação.

Ao inicio eu ainda pensei que esta pessoa estava a ter algum problema pessoal e a forma que encontrou para se aliviar era agir desta maneira, descarregar nos outros, mas depois de algumas conversas que tive com alguns colegas meus recentemente, cheguei á conclusão que esta é a maneira da pessoa ser. Ou seja, já não é defeito, é feitio. Eu não fui a unica pessoa a ser confrontada com este tipo de atitudes, pelo menos 3 outras pessoas estiveram em situações similares. Ora, o meu manager principal soube do ocorrido, não existem microfones no escritório, mas existe uma câmera de vigilância, e no dia seguinte veio me perguntar o que se tinha passado, e eu descrevi a situação. Aparentemente não haviam motivos para que tal coisa acontecer, o meu manager principal achou estranho e deve eventualmente ter “investigado” o ocorrido uma vez que isto nunca me tinha ocorrido, alias, quando algo está mal ou precisa ser melhorado eu sou informado formalmente e aí posso corrigir algo que seja preciso.

Outra coisa que eu espero sinceramente que não tenha nada a ver e que não seja o motivo, é o facto de eu ser Português e isto ser um ato de racismo da parte de um manager, basicamente eu não sou o único estrangeiro a trabalhar ali, e aqui em UK o racismo é crime, mas também não vamos por esses campos.

Em resumo, todas estas coisas vão fazer com que eu perca a vontade de estar ali a trabalhar, e sinceramente eu gosto de ali estar por vários motivos, mas se começo a sentir que não sou bom o suficiente, e que de certa forma estou a ser vitima de um possível bullying, então eu tenho de fazer algo para me defender, e esse é um dos meus grandes problemas, eu não me consigo defender para nada e todas as minhas batalhas são sempre perdidas, e se eu precisar de ajuda de colegas na mesma situação ou até outros managers, ninguém se vai meter, um manager não pode despedir outro, por exemplo, mas isso seria num caso extremo.

Nesta próxima Sexta-Feira dia 16, infelizmente vou me cruzar com a manager em questão, e só preciso que uma unica coisa qualquer me seja dita para que eu possa então passar á próxima fase e resolver o meu problema e o problema dessa pessoa.
Existe uma grande superfície comercial mesmo em frente do meu trabalho, estilo Pingo Doce, e alguns funcionários e supervisores que lá trabalham conhecem-me, sabem o meu nome e já viram como eu trabalho, já recebi até convites para trabalhar com eles. Apenas preciso de 2 a 3 semanas para poder ir a uma possível entrevista, um trial, e depois ver no que dá até eventualmente começar a trabalhar no novo local.
Não vou ganhar o mesmo, não vou ter bônus mensal, não vou ter gorjetas, mas é algo diferente, mas pelo menos evito me chatear e resolvo parte dos meus problemas.

Entretanto nesta próxima Sexta, o microfone do meu telemóvel e Smart Watch vão estar ativados, o que significa que, se eu tiver que mostrar algo a um manager ou tiver que apresentar conteúdo relevante para uma investigação pelo menos tenho provas e não passo por mentiroso, sim, porque os meus colegas não se vão meter mesmo que tenham boas intensões e não posso contar com eles mesmo que me queiram ajudar.

To be honest, eu não tenho nada contra esta pessoa, mas esta pessoa tem contra mim e alguns outros funcionários, alguma coisa tem de ser feita, um manager não pode abusar do seu poder desta forma e nós como funcionários em vários ramos no estrageiro temos direitos, não podemos ser afetados psicologicamente e atacados desta forma. O respeito e consideração por quem trabalha tem de ser mantido e devemos receber o valor que temos, e no que me for possível eu vou lutar por esta causa. Custe o que custar. Há muitos por aí com a mesma situação e não fazem nada por medo e receio de perder os empregos, mas somos seres humanos, e não somente números.

Entretanto vou atualizando esta situação assim que houver novidades… Vai haver de certeza!

Qual o seu grau de satisfação deste artigo?

Average rating 5 / 5. Vote count: 1

No votes so far! Be the first to rate this post.


Blog De Um Tuga

Criador do blogue "blogdeumtuga.com" fala e escreve sobre as suas experiências pessoais e aborda alguns assuntos de interesse dependendo do seu ponto de vista e opinião pessoal. Fotógrafo amador e blogger português. WordPress site designer. Locutor / Broadcaster.

Translate »