Na passada quarta feira, dia 6 de Maio de 2020, algo inesperado aconteceu: no meio de uma emissão on-line, o computador que eu tinha “morreu”. Sim, meus amigos, isto é o que acontece quando compramos material em segunda mão, depois arrependemo-nos e a única alternativa é comprar outro, pois para o mandar arranjar pode custar o valor de um novo, pode não ter arranjo, e nesta altura não há muitos locais onde se possa levar o PC a arranjar.

Assim do nada começa a surgir um cheiro cada vez mais forte a cabos queimados, ao inicio não liguei, até pensei que fosse na rua. Aqui, no Reino Unido, certas pessoas têm o habito de queimar coisas no quintal, e poderia ser isso. O cheiro era cada vez mais intenso e as minhas duvidas começaram a surgir. Fui á janela do quarto, e o cheiro era mais fraco, fui á janela do wc e quase não havia cheiro nenhum, fumo nem vê-lo. Finalmente fui ate á cozinha e a única coisa a que cheirava era a comida que os meus colegas de casa tinham feito umas horas antes.

Voltei novamente ao quarto e o PC a funcionar na boa, sem fumos, sem falhas ou “glitch” de qualquer espécie, os monitores a mostrarem a imagem impecável, mas o cheiro esse cada vez mais forte.

A uma dada altura percebi que se não havia falhas elétricas em lugar algum e este tipo de odor era cada vez mais forte, o mesmo só podia vir de um único local, do computador no qual eu estava a fazer as minhas cenas. Assim que me apercebi, só tive tempo de ir nas tomadas e desligar a corrente das mesmas. Em UK, as tomadas têm um interruptor que ajuda a desligar as mesmas. Foi isso que me valeu. Entretanto no aparelho, tudo o que estava ligado nos portos USB teve de ser retirado para evitar que houvessem mesmo falhas ou algo avariasse. Até podia não ter sido nada, podia nem ter sido o PC, mas o que é certo, é que passados 10 minutos, ao tentar re-conectar o PC, o mesmo já não ligou.

Conclusão: tenho um PC em casa, que infelizmente não o posso arranjar, até porque não sei exatamente a fonte do problema, pode ser a fonte de alimentação que não está a distribuir a voltagem correta á “motherboard”, pode ser a própria “motherboard” que pode estar queimada em algum local, e não vale a pena estar a investir muito neste PC em segunda mão embora uma placa mãe e uma fonte alimentação não sejam assim coisas caras. Basta ir no Ebay e arranja-se muita coisa barata, só que não vale a pena.

O próprio PC em si, não é mau, é um pouco antigo, ok, mas fazia o que eu precisava. Só que eu notei uma coisa, o PC quando veio parar ás minhas mãos, já não veio lá muito bom, a placa gráfica on-board estava fud&£@, foi então que tive de comprar 2 placas de vídeo. Comprei duas porque, uma vez mais, quando se compram coisas em segunda mão há sempre algo que avaria, e quando são muito baratas então nem se fala, avaria na certa.

Entretanto, claro que eu gostaria de ter outro PC, mas desta vez portátil. Tanto avaria um computador de secretária como um portátil. A única diferença, é que com um portátil podes sempre levá-lo para qualquer lado, se avaria e não sabes qual é o problema, tens de o levar a arranjar como um só, não podes levar só a torre para que o técnico descubra qual o problema e esta é para mim uma desvantagem. E o portátil é mesmo isso, esse sim levas tudo e podes até perder os dados que lá tinhas se não os tiveres guardados numa pen drive. Já um computador de secretária podes sempre tentar arranjar por ti mesmo, mas no meu caso foi sem sucesso. Não é grave.

A próxima etapa vai ser então adquirir um portátil usado, mas que seja razoavelmente bom, não precisa de ser uma grande maquina para aquilo que eu faco, já tive PCs bem mais fracos e sempre fizeram o que eu precisava. Mas como devem imaginar tenho outras prioridades e não preciso de algo que nem sequer uso para trabalhar. Mas dá bastante jeito e pode vir a ser útil em varias coisas. Para já tenho o Tablet, tudo o que faco num computador faco exatamente no Tablet, á exceção de fazer broadcasting. E se tudo correr bem, talvez para a semana que vem já tenha algo resolvido acerca deste assunto.

Conclusão: cuidado ao comprar coisas em segunda mão. Não deixem os vossos PCs queimar. E tentem adquirir coisas que no futuro possam arranjar por vocês mesmos sem gastar muito dinheiro.

Qual o seu grau de satisfação deste artigo?

Average rating 5 / 5. Vote count: 6

No votes so far! Be the first to rate this post.


Blog De Um Tuga

Criador do blogue "blogdeumtuga.com" fala e escreve sobre as suas experiências pessoais e aborda alguns assuntos de interesse dependendo do seu ponto de vista e opinião pessoal. Fotógrafo amador e blogger português. WordPress site designer. Locutor / Broadcaster.

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »