A Depressão

Ora aqui está um assunto que muitas pessoas ignoram. Umas porque acham que a depressão é uma forma propositada de chamar a atenção, outras simplesmente não acreditam que existe, e outras acham que é uma doença sem cura.

Mas deixem que vos diga, a depressão pode ser aliviada por completo se tivermos as pessoas certas do nosso lado, se tivermos alguém que queira realmente ajudar, se tivermos alguém que se dedique um pouco a nós e nos guie pelos melhores caminhos e nos faça sentir bem e melhor. Nestes casos a depressão pode desaparecer por completo, e não falo a toa.

Os medicamentos não ajudam, ou, pelo menos eu nunca precisei deles, mas aprendi aos poucos e de forma árdua a tentar dar a volta por cima e a dedicar o meu tempo a coisas que depois fui a ver e comecei a gostar e me ajudaram a viver melhor no meu dia a dia. Claro que nem todos os dias sao iguais mas podem ser melhores.

O meu caso é um pouco diferente. Vivo num país que não é o meu, tenho de falar um idioma diferente, não tenho quase nenhuma relação familiar, amigos esses nunca estão ao pé de mim porque eles tem a vida deles, conheço muitas pessoas mas não tenho o carinho, afecto ou amizade de nenhuma dessas pessoas, tais como colegas de trabalho, clientes, colegas de casa, etc. E então uma pessoas na minha situação começa a sentir-se só. Já dei por mim a perguntar se realmente eu existia para alguém. Já fiz até uma piada dizendo que se calhar já morri e não sei, e o que estou a viver é tipo a vida de uma alma por ai perdida, embora não acredite muito nisso.

Entretanto, como as coisas não tendem a mudar, eu tentei arranjar forma de preencher o meu tempo e também tentar conhecer novas pessoas, comecei a dedicar-me a fotografia.

Comecei a sair mais de casa, comecei a tentar ver as coisas de outra perspectiva, comecei a tentar a interessar-me mais por este assunto e a gostar mais do que faço, e hoje estou a tentar ir um pouco mais longe. Mas não é algo que eu ambicione como se não houvesse amanha. Gostaria de ser reconhecido, mas, até lá vou estudando por mim mesmo e vou tentando apagar da minha mente coisas menos boas e dedicar-me mais a outras.

O problema começa também quando começamos a ter bastante ansiedade, stresse, preocupações de quase todo o tipo, e quando estamos desamparados e sentimos que está tudo sobre os nossos ombros e somos a única pessoa a ter a responsabilidade de amenizar essas situações ou a resolve-las quase sem recursos. Entao a depressão começa a bater mais forte porque no final, começamos a pensar que estamos sozinhos, e bem sozinhos neste mundo onde temos tanta gente a volta e afinal ninguém quer saber de nos.

O que eu recomendo é falar mais com estranhos, puxar um assunto, debater sobre algo. Até mesmo nas redes sociais. Sim, porque se as pessoas nas redes sociais nos adicionam ou nos seguem por alguma razao, eu nao credito que seja só para ver as nossas postagens.

Há um mensageiro que serve para comunicar directamente com quem nos adiciona ou adicionamos, então há que fazer uso disso. Se o resultado não for o esperado, então é ignorar e não pensar que a pessoa está mesmo a borrifar-se para nós. No mínimo, desconectamos a pessoa ou deixamos de seguir as suas postagens, mas isto é mais no Facebook.

Há outras alternativas de falar com as pessoas por vóz, o que para mim funciona muito bem quando as pessoas estão interessadas em faze-lo.

Resumidamente e moral da história:
tanta tecnologia para aproximar as pessoas umas das outras, mas no fundo estamos cada vez mais sozinhos buscando algo que nos faca sentir bem connosco proprios.

Isto é um assunto um pouco delicado, por isso gostava de saber a vossa opiniao!

Qual o seu grau de satisfação deste artigo?

Average rating 5 / 5. Vote count: 7

No votes so far! Be the first to rate this post.

Partilhe este artigo nas suas redes!